SuperNubo Estúdio http://supernubo.com.br Ideias condensadas em arquitetura Fri, 24 Nov 2017 18:55:39 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.9.6 http://supernubo.com.br/wp-content/uploads/2015/10/favicon.png SuperNubo Estúdio http://supernubo.com.br 32 32 Pantone 2017 – Greenery http://supernubo.com.br/arquitetura/pantone-2017-greenery/ http://supernubo.com.br/arquitetura/pantone-2017-greenery/#respond Tue, 10 Jan 2017 19:30:48 +0000 http://supernubo.com.br/?p=2394 Continue Reading]]> Desde 2000 a Pantone elege uma cor que reflete o clima cultural atual. Este ano é a vez do Greenery, que vem carregando o significado de inícios: um novo ano com resoluções mais saudáveis – se alimentar melhor, aproveitar mais ao ar livre, praticar exercícios.

Mais marcante, ele vem atrelado ao conceito de meio ambiente e o movimento "go green” – a empresa inclusive fez uma parceria com o Airbnb para criar uma experiência na natureza inspirada pela cor.

airbnbpantone_nature-experience

Airbnb + Pantone: início de uma parceria entre as duas marcas para trazer à vida a cor do ano escolhida, por meio de casas e experiências da plataforma.

Segundo a diretora executiva da Pantone, Leatrice Eisenman, “Esta é a cor da esperança e da nossa ligação com a natureza. Ela remete ao que chamamos de palavras re: regenerar, refrescar, revitalizar, renovar. Toda primavera entramos em um novo ciclo. É algo como olhar para a frente.”

pantone-greenery-how-to-detailsE então, prontos para colocar mais verde no seu dia-a-dia?

]]>
http://supernubo.com.br/arquitetura/pantone-2017-greenery/feed/ 0
Cores escuras nos ambientes http://supernubo.com.br/arquitetura/cores-escuras-nos-ambientes/ http://supernubo.com.br/arquitetura/cores-escuras-nos-ambientes/#respond Fri, 03 Jun 2016 18:37:34 +0000 http://supernubo.com.br/?p=2371 Continue Reading]]> Uma parede inteira preta na sala... uma parede cinza chumbo na cabeceira da cama. Se você quer renovar um ambiente com ousadia e sobriedade, provavelmente já pensou em usar alguma cor marcante para fazer isso.

Mas quais cores usar para criar ambientes mais sóbrios? Como fazer para que não fiquem "frios"?

Dando uma pausa na série de posts temáticos - sim, teremos mais estilos para analisar em breve -, vamos falar sobre uma dúvida bem frequente na hora de escolher uma cor escura para pintar uma ou várias paredes de um ambiente.

Os tons que mais encontramos na decoração, ao meu ver, são os três listados a seguir:

O preto

Um clássico, sua interpretação varia de acordo com o ponto de vista de cada um: a ausência de cor ou a mistura de todas elas (quase como o copo meio cheio). É a que causa maior impacto, mas que também gera mais dúvidas.

black_04 black_03 black_02 black_01

O cinza chumbo

Há algum tempo vem substituindo o preto para visuais mais amenos e não tão carregados, e tem sido uma das cores mais usadas dos últimos dois anos para cá.

cinza_01 cinza_02 cinza_03 cinza_04

O azul marinho

Ou azul noite, é o novo preto da decoração, que vem para complementar melhor a composição de cores das novas cartelas de tendência para este ano de 2016. Diferente dos estilos navy, onde dividia a cena com o branco, o azul agora aparece sozinho e em tons mais escuros.

azul_02 azul_04 azul_03 azul_01

imagens retiradas de diversas fontes, pesquisadas no site Pinterest.

Mas qualquer que seja o tom escolhido, o importante é lembrar sempre de utilizar outros elementos que tragam ACONCHEGO para o espaço:

  • a iluminação se torna muito importante - utilize lâmpadas amarelas, luzes indiretas, como abajures, e se puder, abuse da claridade natural dos espaços;
  • os materiais ajudam de maneira rápida e prática - utilize móveis em madeira, abuse das texturas nos tecidos dos estofados, almofadas e roupas de cama, como a lã e sintéticos que imitem pele;
  • as outras cores também são importantes - selecione de uma a três cores para montar uma composição para usar no ambiente e aplique ela em objetos e detalhes com cores vivas, criando pontos de destaque. O próprio branco pode ser uma dessas cores.

Espero que depois dessas dicas vocês se sintam mais confiantes para renovar algum ambiente da casa com aquela parede escura que sempre sonhou!

]]>
http://supernubo.com.br/arquitetura/cores-escuras-nos-ambientes/feed/ 0
Moodboard Nórdico http://supernubo.com.br/arquitetura/moodboard-nordico/ http://supernubo.com.br/arquitetura/moodboard-nordico/#respond Fri, 13 May 2016 20:09:31 +0000 http://supernubo.com.br/?p=2359 Continue Reading]]> Agora que já sabemos quem são os escandinavos e os nórdicos, o que significa HYGGE e como eles viraram tendência, vamos para a parte prática!

Como aplicar o estilo aos ambientes?

Penso que, para traduzir esse estilo nos ambientes e no dia-a-dia, é preciso identificar os elementos chave dessa cultura. E o jeito mais fácil é saber no que se apoia a economia nórdica: indústria madeireira, indústria têxtil, lãs, metais, cerâmicas e a pesca.

Para uma transformação física, o projeto será embasado nos seguintes elementos:

  • Paleta neutra e cores claras, geralmente o branco, para maximizar a luminosidade no interior das casas [combatendo os longos invernos escuros].
  • Texturas e materiais que trazem “calor”, como o couro, a cortiça e a madeira, considerada a matéria-prima deste ano.
  • Iluminação indireta e com luzes mais amareladas para criar ambientes mais íntimos e de relaxamento.
  • Espaços negativos que deixam o ambiente respirar, permitindo que os olhos descansem e sintam o ambiente interessante ou invés de caótico.
  • Valorizar os produtos locais: artesanato, objetos hand-made, slow design, cerâmicas.
  • Valorizar a simplicidade e a humildade [Lei de Jante].

Já para uma transformação de sentimento, podemos decorar a casa com flores da estação, obras de arte ou com algum valor afetivo; acender velas ao entardecer – ou mesmo durante todo o dia – para manter uma luz baixa e aquecer o ambiente; usar água fresca, café, chás e guloseimas (geralmente doces) para transformar cada ocasião num momento acolhedor e prazeroso.

white ceramic vases for wedding

Os elementos utilizados de forma a compor um visual bonito, agradável aos olhos e aconchegante é uma ferramenta importante para a tradução de HYGGE em algo palpável.

Fora do norte europeu, os locais mais fáceis de sentir hygge são restaurantes, cafés e bares de temática escandinava. São lugares com espaços íntimos e iluminação indireta, cuja decoração carece de uniformidade e a atenção está concentrada nos alimentos reconfortantes. Ainda que muitos dos fregueses talvez nunca tenham ouvido falar de hygge, nesses lugares eles podem entender do que se trata.

Para encerrar nossa série, montei três Moodboards Nórdicos para vocês se inspirarem. Notem que, alterando apenas alguns elementos, já temos resultados diferentes, sempre no mesmo estilo, para todos os gostos.

moodboard_nordico_03

Estilo mais sóbrio, com tons mais escuros e acinzentados.

moodboard_nordico_01

No mesmo estilo mais sóbrio, ousando em algum elemento com COR.

moodboard_nordico_02

Estilo mais leve e colorido - inclusive usando as cores do ano Pantone.

E então, o que acharam? Conseguem imaginar alguma mudança pra trazer esse estilo para a casa de vocês?

Também queria saber se vocês têm sugestões de outros temas para explorarmos aqui.

Toda e qualquer sugestão é bem-vinda 🙂

Até a próxima!

]]>
http://supernubo.com.br/arquitetura/moodboard-nordico/feed/ 0
Como o design escandinavo virou tendência http://supernubo.com.br/arquitetura/como-o-design-escandinavo-virou-tendencia/ http://supernubo.com.br/arquitetura/como-o-design-escandinavo-virou-tendencia/#respond Thu, 12 May 2016 19:30:07 +0000 http://supernubo.com.br/?p=2352 Continue Reading]]> É difícil saber exatamente quando o estilo nórdico e os costumes escandinavos viraram tendência. Parece que, por estarem no ranking global de felicidade, as pessoas começaram a prestar atenção nesses países, conforme afirma Helen Russell no comentário do post de ontem.

Mas por que agora?

Em minha opinião, vejo muitas conexões entre os resultados das pesquisas de tendências, de diversas marcas e segmentos, com o estilo de vida nórdico.

Na CERSAIE 2015 [Salão Internacional da Cerâmica para a Arquitetura e Construção, Itália], a maioria dos lançamentos se focou em produtos com superfícies que apresentaram algum tipo de textura. O toque que remete à lembrança de materiais macios e quentes – como os tecidos – transmite o sentimento de aconchego e acolhimento.

aconchego

Muito foi dito nesse sentido na palestra Pantone Interior View 2016. Dos nove grupos de tendências para este ano, pelo menos cinco se identificam com os elementos nórdicos: uso de cores orgânicas e materiais naturais, ambientes sem afetação e com alto poder de relaxamento, que permitem o encontro de um tempo para si.

O mundo está em crise e as pessoas, inseguras e carentes. O ser humano está em busca da alegria: poder sorrir mais; encontrar a verdadeira felicidade nas relações afetivas; conectar-se com os outros e nós mesmos. Soa familiar?

Se você vai à Dinamarca, a busca termina em pouco tempo. As pessoas sorridentes e saudáveis que circulam de bicicleta pelas ruas bem tratadas e seguras de Copenhague são uma cena que impressiona e eleva a alma de forasteiros.

A alegria está no ar.

Parque Superkilen, projetado pelo escritório de arquitetura BIG.

Parque Superkilen, projetado pelo escritório de arquitetura BIG.

Eles aproveitam cada momento do dia. Inclusive, o horário de trabalho termina mais cedo justamente para que possam usufruir o tempo de lazer com a família. A quantidade imensa de mães, mas principalmente pais, passeando com carrinhos de bebê é impressionante. E não importa se está fazendo 0°C. Eles saem para encontrar com amigos em cafés aconchegantes e fazer algum lanche enquanto colocam a conversa em dia.

Lá você não se sente dominado pelo medo ao caminhar à noite, como acontece em tantas cidades brasileiras. Tampouco vê pessoas aflitas, como em metrópoles como Nova York, andando apressadamente com celulares colados aos ouvidos e laptops prontos a ser ligados em qualquer parada num café. Até o trânsito funciona como uma orquestra, com muita calma, respeito e silêncio – ninguém buzina. É diferente.

OK, mas não posso ficar indo para o norte da Europa e nem morar lá. Como faço pra trazer esse estilo pro meu cotidiano?

Amanhã vamos ver algumas ideias!

]]>
http://supernubo.com.br/arquitetura/como-o-design-escandinavo-virou-tendencia/feed/ 0
HYGGE – Um estilo de vida http://supernubo.com.br/arquitetura/hygge-um-estilo-de-vida/ http://supernubo.com.br/arquitetura/hygge-um-estilo-de-vida/#respond Wed, 11 May 2016 19:30:58 +0000 http://supernubo.com.br/?p=2344 Continue Reading]]> Países nórdicos, como Suécia, Noruega e Islândia, costumam brilhar em levantamentos globais de felicidade e, desde 2006, a Dinamarca tem liderado o ranking. Ao invés de um ensolarado e luxuriante paraíso tropical, uma improvável região gelada, de longos e escuros invernos, com apenas quatro horas de sol por dia, é moradia do 'povo mais feliz do mundo'.

Afinal, qual o segredo para a felicidade?

Políticas bem-sucedidas de bem-estar social e o código de conduta [Leis de Jante/Janteloven] que rege as sociedades escandinavas são parte da resposta.

Segundo esse código, as pessoas devem demonstrar seu respeito aos demais e assegurar a todos os mesmos direitos e deveres: portanto, tentativas deliberadas de destacar-se de algum modo são vistas com maus olhos. Equidade e respeito são palavras-chave na cultura escandinava.

A outra parte, eu atribuo a uma característica exclusivamente dinamarquesa: HYGGE.

HYGGE [hoo ga] é uma palavra que se originou do norueguês e numa tradução simplista significa ‘aconchego, conforto, bem estar’.  Somente no final do século 18 é que apareceu na escrita dinamarquesa e desde então eles abraçaram a ideia.

Para um bom dinamarquês, HYGGE é um estilo de vida.

Tudo que traz conforto, sensação de bem-estar, prazer sensorial e visual pode ser considerado como hygge.  É a melhor estratégia para combater o inverno escuro e frio, onde as pessoas passam mais tempo dentro de casa e isso significa que as formas de se divertir e se sentir bem no lar passam a ser muito importantes.

"O resto do mundo parece estar se dando conta, gradualmente, de algo que os dinamarqueses sabem há gerações: passar um tempo curtindo um aconchego com amigos e família pode ser bom para a alma. Para mim, hygge tem a ver com ser bom consigo mesmo: se permitir passar um tempo agradável, não se castigar ou se negar nada."

Helen Russell, autora do livro The Year of Living Danishly: Uncovering the Secrets of the World's Happiest Country (O ano em que vivemos como dinamarqueses: descobrindo os segredos do país mais feliz do mundo).

Relaxar com os amigos e as pessoas amadas, desfrutando de boa comida e bebida em uma atmosfera agradável e amigável, isso é hygge.  Estar num ambiente bonito e aconchegante ao redor de pessoas que nos querem bem e fazendo o que nos dá prazer: isso certamente faz as pessoas felizes.

Explicações à parte, HYGGE não é para ser traduzido, é para ser sentido. É uma atitude perante a vida.

Mas como traduzir estes sentimentos para transformar os ambientes com um estilo nórdico? Até o final da semana vamos ver algumas sugestões 🙂

Amanhã tem post no facebook de um vídeo da VisitDenmark.com, feito em Copenhague, falando um pouco mais sobre HYGGE.

]]>
http://supernubo.com.br/arquitetura/hygge-um-estilo-de-vida/feed/ 0
Quem são os escandinavos? http://supernubo.com.br/arquitetura/quem-sao-os-escandinavos/ http://supernubo.com.br/arquitetura/quem-sao-os-escandinavos/#respond Tue, 10 May 2016 18:30:30 +0000 http://supernubo.com.br/?p=2320 Continue Reading]]> A península onde se encontra a Noruega, a Suécia e o norte da Finlândia é que é chamada de Península Escandinava. Mas o termo escandinavo usado hoje é muitas vezes incerto e ambíguo, ora incluindo, ora excluindo países vizinhos dessa península.

Na verdade, existem dois termos para designar esses países ao norte da Europa [Islândia, Noruega, Suécia, Dinamarca e Finlândia]. E dependendo de quais países são agrupados, se usa um ou outro termo.

Qual termo usar, então?

Assim como todas as histórias da formação dos países foram complicadas e cheias de reviravoltas, a do norte europeu não foi diferente.

Para resumir e simplificar (muito): existiam dois reinos na região. Um deles era composto pela atual Dinamarca + Noruega + Islândia e outro pela Suécia + Finlândia.

mapa_escandinavia

Aí vieram as Guerras Napoleônicas. Com a queda de Napoleão, os territórios do norte foram divididos de outra maneira: a Dinamarca perdeu a Noruega para a Suécia; a Suécia perdeu a Finlândia para o Império Russo.

Neste momento, surgia um movimento político chamado escandinavista, iniciado por estudantes dinamarqueses e suecos, que propunha a unificação da Dinamarca, Noruega e Suécia como uma única nação, já que compartilhavam do mesmo passado, herança cultural, mitologia e raiz linguística. Como a Finlândia ainda estava sob domínio do Império Russo, foi deixada de fora.

O termo Escandinavos passou a designar o conjunto de países formado por Suécia, Noruega e Dinamarca.

Escandinavos

Escandinavos

Após a Primeira Guerra Mundial, a cooperação escandinava veio a incluir a independente Finlândia e a Islândia. Escandinavo, como um termo político, foi substituído pelo termo Países Nórdicos.

Essa expressão é empregada para referir o conjunto de países formado por Suécia, Noruega, Dinamarca, Finlândia e Islândia.

Nórdicos

Desenhos retirados do blog Scandinavia and the World. http://satwcomic.com/how-the-north-works.

 Agora que sabemos a nomenclatura correta, vamos falar um pouco de geografia.

Geografia?!

Sim. A geografia dos países nórdicos – mais especificamente o frio – é muito importante na explicação do estilo e modo de viver desse povo.

A península escandinava é cortada ao meio pelo Círculo Polar Ártico. Nas áreas ao sul, possui quatro estações bem definidas, uma delas o inverno rigoroso com neve e temperaturas entre -15°C e -5°C. Nas áreas ao norte, especificamente Noruega, Suécia e Finlândia, o inverno é longo e rigoroso [-35°C a -20°C] e o verão é curto e ameno [5°C a 15°C].

img_satelite

A península escandinava durante o inverno no hemisfério norte, em foto de satélite.

Imagem por Jacques Descloitres, MODIS Land Rapid Response Team at NASA GSFC.

Ou seja, é FRIO!

Ok. Mas o que o frio tem a ver com isso?

Amanhã eu explico pra vocês.

]]>
http://supernubo.com.br/arquitetura/quem-sao-os-escandinavos/feed/ 0
Os escandinavos e seus fascínios http://supernubo.com.br/arquitetura/os-escandinavos-e-seus-fascinios/ http://supernubo.com.br/arquitetura/os-escandinavos-e-seus-fascinios/#respond Mon, 09 May 2016 20:24:53 +0000 http://supernubo.com.br/?p=2315 Continue Reading]]> A Escandinávia parece ser o tópico do momento. De alguns tempos para cá, o termo escandinavo tem sido muito usado em diversos segmentos – seja arquitetura, interiores, design, gastronomia, turismo e até entretenimento.

Mas o que há de tão fascinante nesses escandinavos?

Por exemplo, desde 2012 o canal Globosat tem importado séries como The Killing/Forbrydelsen [Dinamarca], A Ponte/Broen [Dinamarca e Suécia] e O Bastardo/Halvbroren [Noruega] – para citar alguns.  Sem falar em Vikings, do canal History.

Os escandinavos tem chamado atenção até na política, com a Finlândia oferecendo um salário mínimo aos seus habitantes para combater o desemprego e unificar os subsídios pagos pelo governo.

Para qualquer um que lê e acompanha blogs de design, arquitetura e interiores então, nem preciso citar exemplos. São decorações, mobiliários, papéis de parede e uma infinidade de itens que tiveram seus estilos importados da Escandinávia.

Mas por que o interesse agora e não antes? Afinal, eles são e vivem do mesmo jeito há décadas!

Acredito que para tentar desvendar os segredos desse povo, temos que voltar às origens e saber primeiro quem eles são exatamente.

E como já estou vendo que vamos ter muito assunto pra falar, achei melhor dividir o tema em vários posts.

Começa hoje então a Semana Escandinava aqui no blog 🙂

]]>
http://supernubo.com.br/arquitetura/os-escandinavos-e-seus-fascinios/feed/ 0
O primeiro post http://supernubo.com.br/sem-categoria/o-primeiro-post/ http://supernubo.com.br/sem-categoria/o-primeiro-post/#respond Fri, 06 May 2016 17:12:01 +0000 http://supernubo.com.br/?p=2271 Continue Reading]]> Oi, eu sou a Carol. Pra quem ainda não me conhece, sou arquiteta do SuperNubo Estúdio. Muito prazer!

Sempre quis manter um Blog, mas até hoje nunca tinha parado realmente para me dedicar a escrever um.

Ele tinha que ser bom, ter conteúdo, ser fácil de ler, ter fotos legais, etc. etc. E à medida que a lista de exigências crescia, cada vez mais longe de escrever eu ficava.

Até que um dia vendo uma palestra (não me lembro de quem agora) ouvi uma frase que carrego comigo até hoje:

"A distância entre fazer uma coisa mal feita e uma coisa bem feita é menor do que a distância de fazer alguma coisa e não fazer nada”.

Então aqui estou eu: escrevendo. Se ficar mal feito, peço paciência. Vai melhorar.

“No andar da carruagem que se ajeitam as melancias” 🙂

A ideia é sempre trazer informação e conteúdo do mundo da arquitetura e do design, com novidades, tendências, explicações e o que eu puder compartilhar da minha experiência vivida na SuperNubo.

Espero que aproveitem e peço que me ajudem com críticas e sugestões.

Afinal, é para vocês que escrevo.

Carol.

]]>
http://supernubo.com.br/sem-categoria/o-primeiro-post/feed/ 0